O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, não perdeu tempo a responder a João Gabriel, diretor de comunicação do Benfica, que teceu críticas às instâncias disciplinares por não existir um castigo para Islam Slimani.

O dirigente encarnado considera que o avançado dos leões tem sido protagonista em vários lances de agressões e lembrou uma participação feita pelo Benfica, ao que o líder leonino aproveitou também para evocar outra situação: a divulgação do caso dos vouchers de jantares para árbitros e delegados.

Numa mensagem no Facebook, Bruno de Carvalho evocou os 100 dias que passaram desde que expôs o caso no programa Prolongamento, da TVI24. "Passaram 100 dias que Portugal conheceu o mais recente episódio triste do futebol português - os vouchers dos famosos 1120 jantares época para arbitros, delegados e observadores - e o clube que os ofereceu ainda não sofreu o inerente castigo!", escreveu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.