O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, definiu Mário Wilson, que hoje morreu, como “um cavalheiro” que deixou a sua marca, quer como futebolista, quer como treinador, nos clubes pelos quais passou.

“Era reconhecidamente um cavalheiro que, como atleta e treinador, passou por inúmeros clubes deixando sempre a sua marca. Foi o que aconteceu também no Sporting onde, nas épocas de 1949/50 e 1950/51, contribuiu para a conquista de um título de campeão nacional”, destacou o presidente ‘leonino’, na sua página no Facebook.

Considerando Mário Wilson como “uma figura de referência do futebol nacional”, Bruno de Carvalho recordou a longa carreira como treinador do ‘velho capitão’, que alcançou o topo desempenhando o cargo de selecionador nacional.

“À família de Mário Wilson manifesto o meu profundo pesar e as mais sentidas condolências”, concluiu.

Também o Sporting, no seu sítio oficial na Internet, manifestou "o mais profundo pesar pelo desaparecimento de Mário Wilson, figura incontornável e de referência do futebol português".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.