Bruno Lage, na conferência de imprensa depois da vitória em Tondela, abordou aquele que considera ter sido um jogo condicionado pela partida frente ao Lyon, na passada quarta-feira. Lage deixou ainda, em tom de brincadeira, o desafio a Rafa para recuperar mais rapidamente que Chiquinho, que teve a mesma lesão e já regressou aos relvados.

Análise ao jogo

"Os pontos nem os positivos nem os negativos nos movem. O que nos move é pensar sempre em vencer o próximo jogo. Só há uma altura em que não pensamos em vencer o próximo jogo, é quando estamos a jogar. Neste momento, a minha cabeça já está a pensar em vencer o próximo jogo e isso é que é importante.

"Um jogo difícil, num campo difícil, com um adversário que atravessa um bom momento, que mudou o seu sistema, penso que tivemos um entrada boa no jogo, a jogar contra uma linha de cinco, mais uma linha de quatro, a equipa soube circular e pressionar defensivamente. Entre os 30 e os 45 minutos e tambem fruto do nosso jogo de quarta-feira, o Tondela obrigou-nos a correr mais a jogar de outra maneira e a nossa intenção foi sempre que os laterais pressionassem os laterais.

"Era um adversário difícil e um jogo a seguir a um jogo difícil [vs Lyon, Liga dos Campeões], por isso estou satisfeito com o que foi o resultado, são muito importantes estes três pontos"

Poucas oportunidades de Seferovic

"Mesmo a vencer por 1-0, o Tondela nunca desmontou, nunca nos ofereceu espaços para joga. Não tem a ver com o colega, nem com a situação, tem a ver com o momento. Com um desgaste enorme, a equipa fez o que tinha de fazer para ter os três pontos. Acreditamos nele e acreditamos que vai marcar. E o que interessa é o coletivo"

Taarabt e o regresso de Chiquinho

"Escolhemos Adel em função do adversário. O objetivo era empurrar a linha defensiva para baixo, era para termos espaço para jogar entre linhas. Contamos com o Chiquinho para tudo, acreditamos que é um jovem que pode jogar como terceiro médio, segundo avançado e numa das alas com um 4-4-2 como o nosso"

Lesão de Rafa obriga a ir ao mercado

"Há lesões e lesões. Aquilo que nos preocupa é nós não termos conhecimento da causa das lesões. Foi identificado o problema, vamos tentar resolver da melhor maneira. O importante é que tem de haver coletivo e temos de ter mentalidade vencedora"

"Estamos em outubro, de outubro ate janeiro temos dois meses, o importante é o Rafa trabalhar, como fez Chiquinho, para recuperar"

Tempo de paragem de Rafa e exibição de Cervi

"O Cervi oferece-nos muita coisa em termos defensivos. Em função daquilo que é a nossa dinâmica, quer no onze quer no banco precisamos de opiniões diferentes. É um jogador que trabalha desde a primeira hora com enorme qualidade. Cabe ao treinador definir o 11 em função da estratégia.

"O Rafa... fica o desafio, normalmente é mais rápido que o Chiquinho. Fica o desafio para recuperar mais rápido que o Chiquinho"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.