Haris Seferovic vestiu este sábado a capa de herói ao marcar o golo que deu a vitória ao Benfica no terreno do Moreirense (2-1). Bruno Lage, treinador do Benfica, falou novamente do avançado suíço, tal como já tinha feito na antevisão ao jogo, e voltou à analogia do funcionário do mês.

"Afinal o rapaz marca golos, ele respeita muito os adeptos", começou dor dizer o treinador sobre o avançado na conferência de imprensa após o encontro.

"As pessoas têm de entender a importância que tem para a equipa. É um atleta que gosta de estar entre nós, corre, é muito importante na nossa organização defensiva. Os adeptos apoiaram-no do princípio ao fim. Não sei se foi o funcionário do mês ou da semana, foi uma analogia que me surgiu na altura e achei interessante. Sou apenas um treinador de futebol, sou um pouco reservado, gosto de estar sossegado no meu canto a analisar as pessoas. E a nossa vida é isto, analisar", continuou.

"Às vezes acontece, o nosso chefe está lá em cima e dá-nos uma martelada. Qual é o vosso sentimento? Naquele dia, uma fotocópia que não saiu, um papel que ficou por entregar, alguma coisa que falhou, somos julgados e não gostamos. Curiosamente, no futebol, é isso que acontece. Tenho 43 anos, ando nisto há 20 anos, mas ao fim do dia o Sefe é um rapaz de 25 anos que acabou de ser pai. Estas coisas deixam marca, por isso é que depois tentamos de forma tranquila apoiar, o que fez este público hoje, que nos deu muita força para virar o jogo", concluiu Bruno Lage.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.