Naquele que será o primeiro jogo entre "águias" e "dragões", a contar para a 14.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, os dois futebolistas destacam-se no capítulo do golo: 14 para Cardozo, oito para Falcão.

O avançado paraguaio efectua aquela que é a sua melhor época desde que chegou à Luz e a sua marca tem sido patente ao longo das jornadas, em que até já conseguiu três "hat-tricks".

Apesar de ter falhado um jogo por castigo, depois da expulsão em Braga, Cardozo conseguiu voltar a marcar e elevou a sua contagem de 11 para 14 golos à 12.ª jornada, com um hat-trick na vitória sobre a Académica.

O paraguaio têm-se mostrado um goleador de "grande área", especialista nas bolas paradas e cujo pé esquerdo é temível para as defensivas contrárias, com dez dos seus 14 golos a serem apontados com a bota esquerda.

Com uma potência de remate muito acima da média, Oscar Cardozo tem "funcionado" nas bolas paradas, com oito golos nesse registo: cinco de grande penalidade, um de livre directo, um na sequência de canto e outro após livre.

Já Falcão, o segundo melhor marcador da Liga - a par de Edgar (Nacional) - apresenta oito golos no campeonato, uma marca alcançada com contornos bastante diferentes dos do avançado do Benfica.

O internacional colombiano, que esta época chegou ao Dragão, tem menos golos, mas mostra mais soluções na hora de finalizar.

Apesar do pé direito ser o seu preferencial, Falcão já marcou na Liga duas vezes de pé esquerdo, três de pé direito e três de cabeça, com o colombiano a ter como preferncial raio de acção a pequena área.

Dos oito golos que marcou na Liga, Falcão conseguiu cinco na área próxima do guarda-redes, revelando um "faro de golo" em espaços mais exíguos.

Uma situação a ilustrar esse sentido de oportunidade do colombiano é o golo que marcou para a Liga dos Campeões frente ao Atlético Madrid, com Falcão, de costas baliza, a dar um toque de calcanhar na pequena área para fazer o 1-0.

Nas provas europeias também Cardozo tem estado em acção, com cinco golos marcados na Liga Europa, novamente com o seu pé esquerdo em evidência (três dos golos), mas nesta competição com mais golos de bola corrida.

Na Liga dos Campeões Falcão já apontou três golos, todos com o pé direito, e de diversos pontos (pequena área, grande área e à entrada da área).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.