Depois de ver o Sp.Braga sair derrotado, por 2-0, da visita ao terreno do líder Sporting, Carlos Carvalhal lamentou que a sua equipa não tenha demonstrado a mesma eficácia que o adversário.

"Foi nitidamente um jogo definido pela eficácia. Tivemos três oportunidades de golo claras na primeira parte. Tivemos as melhores oportunidades e devíamos estar a ganhar ao intervalo. As equipas estavam encaixadas e a equipa que ficasse a ganhar estaria em vantagem. Parabéns ao Sporting", começou por afirmar.

O técnico não quis falar de arbitragens, preferindo concentrar-se naquilo que foi o encontro. "Foi um jogo disputado, fizemos um bom jogo e tivemos qualidade para sair do espartilho tático do jogo. Isso é o que me apraz registar. O resto não é para mim", prosseguiu.

Apesar de o Braga ficar, agora, a oito pontos do primeiro posto, Carlos Carvalhal não baixa os braços. "Desmoralizado? Acho que nem quero trabalhar amanhã! O jogo foi definido por pormenores e eficácia. Quando o jogo é disputado, nada nos afeta. Vamos concentrar-nos para o próximo jogo. Continuamos o nosso trabalho. Estamos em todas as frentes, a carburar", sublinhou.

As várias ausências não serviram, para Carlos Carvalhal, de desculpa para a derrota. "Não gosto de falar disso. Jogámos com uma equipa boa e tenho confiança total nos meus jogadores. Vem aí a final four da Taça da Liga, a Taça de Portugal, Liga Europa e Campeonato... todos os jogadores contam", terminou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.