O “manager” Carlos Freitas, que hoje cessou funções no Sporting de Braga, elogiou o clube minhoto, frisando que merece ainda “melhores desempenhos desportivos”, sem confirmar uma eventual saída para os gregos do Panathinaikos.

“Quando, a 15 de Abril de 2008, ingressei no Sporting de Braga, tinha presente que vinha para um grande clube, mas ao conhecê-lo por dentro ainda superou as minhas expectativas”, começou por vincar num comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo Carlos Freitas, “foi um prazer enorme” servir o clube bracarense durante “duas temporadas fantásticas”, onde teve “a oportunidade de privar e colaborar com excelentes profissionais”.

Durante esse período, o Sporting de Braga alcançou a melhor classificação de sempre na história do clube (segundo lugar), tendo lutado até à última jornada pelo título com o Benfica (2009/10), e conquistou a Taça Intertoto e o quinto lugar na temporada anterior (2008/09).

Freitas destacou a colaboração de “dirigentes, treinadores, jogadores, meros colaboradores, associados, simples adeptos” na ajuda diária de “melhorar e, modestamente, contribuir para o engrandecimento deste emblema”.

A terminar, Carlos Freitas deixou, “na pessoa do presidente António Salvador, um forte abraço a todos, sem excepção”, e endereçou “votos de épocas vindouras ainda com melhores desempenhos desportivos. O clube, a cidade, a região, merecem-no”, concluiu.

No comunicado, Carlos Freitas não fez qualquer alusão ao seu futuro, mas a imprensa desportiva grega e portuguesa adiantam a possibilidade de rumar ao Panathinaikos para desempenhar as mesmas funções que no Sporting de Braga e, antes, no Sporting.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.