“Carvalhal é uma hipótese mas há mais três”, disse à Agência Lusa João Bartolomeu, que não quis comentar a saída de Lito Vidigal, anunciada de surpresa quarta-feira à noite, depois do técnico ter iniciado os treinos segunda feira.

O administrador da SAD, Mário Cruz, garantiu que ainda não há qualquer acordo com outro técnico e que a União de Leiria está focada na rescisão com Lito Vidigal.

“Estamos a falar com o Lito para chegarmos a um entendimento. Queremos que se satisfaçam ambas as partes para que seja um acordo amigável, dentro do possível. Só depois disso vamos tratar do novo técnico”.

As razões da saída de Lito Vidigal da União de Leiria ainda não foram oficialmente reveladas, mas a imprensa desportiva avança que terá havido um desentendimento entre o técnico e o presidente da SAD a propósito da política de contratações.

Para o plantel de 2010/2011 a União de Leiria contratou oito jogadores brasileiros e apenas um português, Diogo Amado, ex-Sporting.

As relações entre Lito Vidigal e João Bartolomeu não eram as melhores desde o final da época passada. Depois de ter contratado o técnico ao Portimonense no início da temporada de 2009/2010 para substituir Manuel Fernandes, num processo que criou um conflito jurídico entre o clube algarvio e a União de Leiria, surgiram notícias no final da época passada em torno do desagrado de João Bartolomeu com o rendimento da equipa.

Lito Vidigal, contudo, manteve-se no comando da União de Leiria e terminou a Liga em nono lugar.

Com contrato até 2012, a separação consumou-se quarta-feira à noite, justificada pela SAD leiriense com uma “incompatibilidade entre a administração e o treinador”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.