A polícia judiciário foi até à casa do assessor jurídico do Benfica, Paulo Gonçalves, no âmbito das buscas que foram promovidas esta quinta-feira referentes ao caso dos emails. De acordo com o jornal A Bola, a residência de Paulo Gonçalves junta-se ao Estádio da Luz e à casa de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, como os ‘alvos’ da PJ.

As autoridades estão a conduzir uma operação relativa à investigação por crimes de corrupção passiva e ativa, comunicada pela Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa. A operação está a conduzida com a presença de 4 magistrados do Ministério Público, 2 Juízes de instrução e 28 elementos das forças da Polícia Judiciária.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.