A Casa do Benfica em Gondomar, alvo de incidentes após o jogo de domingo na Luz entre os "encarnados" e o FC Porto, da Liga de futebol, voltou a vandalizada na madrugada de hoje, através do arremesso de artefactos incendiários.

A ofensiva contra o edifício onde está desde Janeiro de 2009 instalada a Casa do Benfica em Gondomar, em Fânzeres, sofreu danos na fachada ainda não contabilizados, provocados por pequenos focos de incêndio.

O arremesso dos artefactos incendiários, visíveis nos vidros das garrafas partidas e nas mechas espalhadas pelo chão, surgem 24 horas após a GNR ter sido chamada para colocar cobro a incidentes no final do Benfica-FC Porto.

Na altura, várias benfiquistas sofreram actos provocatórios de simpatizantes do FC Porto, que arremessaram pedras e tentaram queimar a bandeira do Benfica, tendo dois dos atacantes sido identificados pelas autoridades.

Os dirigentes daquela estrutura, que preferiram não comentar o incidente por receio de novas represálias, dado que, segundo dizem, têm “a cabeça a prémio”, lamentam a subida de escalada de violência e criticam a actuação das forças de autoridade.

Os incidentes de domingo e desta manhã, que colocam em perigo também os edifícios contíguos, foram os mais graves registados na Casa do Benfica em Gondomar, que já foi alvo de assaltos e de outros actos de vandalismos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.