Para Castro Santos, o Vitória "aproveitou uma das inúmeras faltas laterais, algumas delas bastante duvidosas" para marcar o primeiro golo, mas antes disso as "situações de golo mais claras" pertenceram ao Leixões.

Na segunda parte, a equipa de Matosinhos tentou "sair com mais velocidade com o Sony" para alcançar o empate. “Aí há um lance de grande penalidade que não sei se o árbitro viu ou não, mas foi claro para toda a gente", apontou.

Segundo Castro Santos, o lance da grande penalidade foi "uma mão de um jogador do Vitória que interceptou um cruzamento de Sony".

"Passámos de uma situação em que podia dar o empate para um 2-0. Há um erro grave que nos afecta, mas também não posso esquecer erros graves nossos na finalização, fora de casa isso é um pecado fatal", lamentou.

Sobre o próximo jogo, em que recebe o Benfica, o treinador espanhol prometeu uma equipa pronta a "discutir o jogo, por muito difícil que seja".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.