César Peixoto despediu-se hoje do Paços de Ferreira “orgulhoso” pelo trabalho realizado, distribuindo agradecimentos por toda a família pacense, um dia depois de ter sido demitido do cargo de treinador do emblema da I Liga de futebol.

“Foram meses de muito trabalho e muita dedicação a um emblema que estará para sempre comigo. Um enorme obrigado aos adeptos, que tão bem representam a Alma Pacense, e aos atletas e ‘staff’ com quem tive o privilégio de compartilhar este símbolo ao peito”, começou por dizer César Peixoto, na rede Instagram.

Na sua mensagem de despedida, o técnico diz sair da 'Capital do Móvel' com a consciência de tudo ter feito para que “o Paços de Ferreira fosse maior e melhor todos os dias, mesmo perante diversas adversidades”.

“Sinto-me orgulhoso pelo trabalho realizado e, juntos, saltámos obstáculos, alcançámos a permanência e tivemos momentos muito felizes. Até já, Família Pacense. Agora sou mais um de vós”, concluiu.

César Peixoto cessou funções como treinador do Paços de Ferreira no domingo, após a eliminação da equipa na Taça de Portugal, no Bonfim, diante do Vitória de Setúbal, da Liga 3, por 2-0.

O técnico, de 42 anos, deixa o Paços de Ferreira ao fim oito derrotas em 10 jogos disputados na presente temporada, nos quais somou apenas dois empates para a I Liga, na qual ocupa o 17.º e penúltimo lugar, em zona de descida, com apenas dois pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.