A cláusula de rescisão de Jesús Corona, atualmente fixada em 30 milhões de euros, vai descer para os 20 milhões em maio e junho, de acordo com uma notícia avançada pela SIC.

Segundo o que foi revelado no programa Jogo Aberto, o extremo do FC Porto tem uma alínea na última renovação de contrato que assinou, em 2019, que lhe permite descer a cláusula de rescisão a cada ano que não é vendido.

Na momento da renovação, a cláusula do mexicano estava fixada nos 50 milhões de euros, tendo baixado para 30 milhões o ano passado, e vai agora baixar para 20 milhões de euros a partir de maio deste ano, altura em que o extremo se prepara para entrar no último ano de contrato.

No entanto, indica a mesma fonte, Corona tem uma outra alínea no contrato que faz subir os valores das cláusulas de rescisão em 50% nos meses de julho e agosto, meses mais agitados no que toca ao mercado de transferências. Significa isto que a cláusula de rescisão do mexicano apenas está fixada entre maio e junho e depois de agosto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.