Joaquim Evangelista desafia os clubes que cumprem as suas obrigações a exigirem um maior controle sobre os que têm salários em atraso.

À margem de um jogo de solidariedade promovido por Marco Soares, ex-capitão da U. Leiria, o presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol elogiou a postura dos clubes como Desportivo das Aves, Feirense e Portimonense, clubes cumpridores que pedem transparência, rigor e responsabilidade.

Evangelista espera que este movimento sirva para mobilizar os demais para criar regras de transparência que credibilizam o futebol português.

O presidente do Sindicato apelou ainda aos dirigentes e entidades responsáveisa mudarem a legislação e os regulamentos de modo a evitar o fenómeno dos salários em atraso no futebol português.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.