O treinador do Sporting, Paulo Sérgio, fez esta terça-feira um balanço "francamente positivo" do início de temporada e manifestou a intenção de a equipa principal de futebol do clube "lutar pelos títulos", com "muita confiança e humildade", em entrevista ao site do clube.

"Penso que o balanço até esta pausa é francamente positivo, num contexto bastante difícil", disse Paulo Sérgio, em entrevista exclusiva inserida na página oficial do Sporting na internet.

O treinador realçou que o facto de se ter disputado o Mundial da África do Sul "influenciou tudo", explicando que tal "complicou" com a integração dos quatro mundialistas do Sporting (Liedson, Stoikovic, Pedro Mendes e Matías Fernandez).

Paulo Sérgio referiu-se ainda a "incertezas quanto a saídas" de futebolistas e que as entradas aconteceram em "'timings' diferenciados", pelo que, sublinhou, "provoca momentos de forma diferentes neste arranque" de época.

Considerando que o Sporting teve "um início de competições oficiais titubeante", Paulo Sérgio afirmou que apenas lamenta "a perda de três pontos" em Paços de Ferreira, no jogo da primeira jornada da Liga portuguesa de futebol, e ressalvou a reviravolta com os dinamarqueses do Brondby.

"Quebrámos um pouco depois de uma onda bastante positiva que íamos criando, mas nunca deixámos de procurar, de ter atitude e de ter crença no que estávamos a fazer e, de repente, tivemos (em Copenhaga) uma resposta excelente", disse.

O responsável técnico do Sporting também salientou "a capacidade de intervir no mercado", que, disse, foi "inferior à dos concorrentes".

Contudo, frisou que não está no Sporting "para se lamentar" e que as contratações que o clube realizou antes do fecho das inscrições "foi o possível".

"A nossa postura é potenciar os jogadores que temos e trabalhar forte todos os dias, dando-lhes confiança e dizendo-lhes que esperamos mais deles", declarou.

Paulo Sérgio admitiu a subida de rendimento do Sporting e expressou "a convicção de que vai subir mais", pois, notou, "todos eles têm para dar mais do que deram até aqui".

"Há jogadores com uma capacidade técnica tremenda, mas quero que eles tenham a noção que essas capacidades são boas e importantes, mas só serão sublinhadas depois de grande transpiração", disse.

O técnico reforçou pretender que o Sporting "faça a diferença pelo colectivo", com a "força do grupo, pela coesão e com uma organização forte e com muito empenho".

Depois de acentuar que o Sporting "jamais deixará de ser um clube formador", Paulo Sérgio, que disse que Pedro Mendes e Izmailov serão "dois grande reforços" após recuperarem das lesões, mostrou-se confiante quanto ao ciclo difícil que o conjunto vai atravessar.

"Temos uma grande noção daquilo que nos espera. Sou optimista por natureza e confio muito no nosso trabalho e em todos os que nos rodeiam. Queremos fazer uma boa temporada e dar muitas alegrias", disse.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.