“É um motivo prestigioso e honroso para nós. Um jogador de uma importância extrema como é o Hulk já merecia ter ido mais vezes à selecção. Não esteve mais presente na selecção brasileira e no Mundial porque não lho permitiram. Foi castigado com um número absurdo de jogos que o retiraram dos relvados e que o penalizaram”, declarou Villas-Boas, durante a conferência de imprensa de antevisão do encontro de domingo com o Beira-Mar.

O novo técnico do FC Porto falou ainda sobre as possíveis saídas de Fucile e Raul Meireles do clube: “Tudo pode acontecer é a resposta mais sincera. Os jogadores estão agarrados às cláusulas de rescisão e não é impossível que alguém bata essas cláusulas de rescisão”.

FC Porto recebe este domingo, às 20h15, o Beira-Mar, no Estádio do Dragão, em jogo a contar para a segunda jornada da I Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.