O treinador do Beira-Mar, Costinha, afirmou que quer unidade e todos a trabalhar pelo objetivo de pontuar na receção de domingo ao Benfica, em jogo da 21.ª jornada da I Liga de futebol.

O técnico "aurinegro" elogiou a formação de Jorge Jesus, que sublinhou ser «muito bem orientada, com jogadores de topo mundial» e que se destaca por fazer «bastantes golos», ter «matrizes de jogo muito bem solidificadas» e estar a atravessar «um momento bom».

«Mesmo apesar do empate em Braga, porque só perdeu nas grandes penalidades, é uma equipa sólida e merece a nossa atenção, o nosso respeito», disse o treinador, que garantiu que o Beira-Mar não vai entrar para «cumprir calendário», mas sim para tentar «roubar» pontos aos "encarnados".

Costinha considerou que «empatar é resultado positivo», mas que são necessárias cautelas, pois «uma equipa que joga para empatar, geralmente perde», pelo que prefere «ver o que o jogo pode oferecer» e «a equipa que o adversário vai apresentar».

O treinador admite que pode acontecer uma surpresa, lembrando até que «na primeira volta, o Beira-Mar perdeu apenas por 2-1 no Estádio da Luz, quando estavam a perder por 1-0», sendo este um «reconhecimento da qualidade» dos aveirenses.

«Iremos jogar dentro do nosso modelo, adaptando-nos mais ao poderio ofensivo que tem a equipa do Benfica», ressalvou o técnico, que preferiu não revelar pormenores da estratégia para a partida deste domingo.

Costinha afirmou apenas uma certeza: «Se olharmos para trás, não vem mais ninguém e para a próxima época todos querem ficar na I divisão, pelo que o espírito coletivo tem que imperar e ser muito mais forte».

Apesar de estar apenas há duas semanas no comando técnico do Beira-Mar, Costinha frisou que «a equipa está melhor», mesmo após a derrota em Setúbal, acrescentando que o plantel «reagiu e trabalhou bem durante a semana».

O técnico apontou, contudo, alguns aspetos negativos à atuação do Beira-Mar: «Não apreciei o facto de uma equipa estar a jogar contra dez durante bastante tempo e não ter feito uma pressão mais forte do meio campo para o ataque».

«O Vitória de Setúbal jogou apenas com dois homens na frente bem abertos, uma linha de três jogadores e esteve sempre confortável, porque nunca fomos incisivos», concluiu.

O Beira-Mar ocupa a 15.ª posição com 15 pontos e recebe o Benfica, que lidera, a par com o FC Porto, o campeonato com 52, num encontro agendado para as 19h30 de domingo no Estádio Municipal de Aveiro e que será dirigida pelo árbitro Manuel Mota, da AF Braga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.