A equipa principal do FC Porto cancelou todas as atividades previstas para esta sexta-feira, entre elas o treino que deveria acontecer na parte da manhã, às 11h00.

Os responsáveis do emblema azul-e-branco estão a implementar as medidas de prevenção para conter a pandemia do coronavírus. Os jogadores e equipa técnica têm ordens para não se apresentarem no Olival e, nas próximas horas, serão dadas instruções aos atletas sobre o que fazer nos próximos dias.

Para já ainda não se sabe quando a equipa irá regressar aos trabalhos, já que tudo estará dependente da evolução do surto de coronavírus no nosso país.

O FC Porto já tinha anunciado a suspensão das atividades nos escalões de formação entre os sub-15 e os sub-19, inclusive.

Os jogos da I Liga e II Liga de futebol foram hoje suspensos por tempo indeterminado, devido à pandemia de Covid-19. A suspensão foi decidida pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional, depois de já ter sido determinada a proibição de público nos jogos das 25.ª jornadas dos dois principais escalões.

A ronda 25 da I Liga estava marcada para o próximo fim de semana, com o líder FC Porto a visitar o Famalicão, no domingo, um dia depois de o Benfica receber o Tondela e de o Sporting jogar no terreno do Vitória de Guimarães.

Na terça-feira, o grupo de emergência criado pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, tinha determinado que os jogos das competições profissionais fossem disputados à porta fechada.

Este grupo de emergência para monitorizar o impacto do Covid-19 nas competições futebolísticas integra, além do presidente federativo, os líderes da Liga de clubes, da comissão delegada das associações distritais e regionais e dos representantes de jogadores, treinadores, árbitros e médicos.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.600 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde atualizou hoje o número de infetados, que registou o maior aumento num dia (19), ao passar de 59 para 78, dos quais 69 estão internados.

No total, desde o início da epidemia, a DGS registou 637 casos suspeitos.

As medidas já adotadas em Portugal para conter a pandemia incluem, entre outras, a suspensão das ligações aéreas com a Itália, a suspensão ou condicionamento de visitas a hospitais, lares e prisões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.