O presidente do Rio Ave, da I Liga portuguesa de futebol, lamentou hoje a suspensão de pagamentos dos direitos televisivos aos clubes, considerando que a medida terá "consequências no presente e futuro das sociedades desportivas".

O emblema vila-condense, que tem contrato com a Altice, foi um dos afetados pela decisão da operadora, que detém a Meo, em suspender os pagamentos mensais dos direitos televisivos aos clubes de futebol em abril, devido à ausência de jogos provocada pela pandemia de covid-19.

"Infelizmente as operadoras suspenderam os pagamentos dos direitos televisivos, e todos sabemos o peso que estas verbas têm nos orçamentos dos clubes do futebol português. Sabe-se as consequências que podem causar no presente e futuro das sociedades desportivas, mas não vacilamos", afirmou o dirigente, durante uma mensagem das comemorações de 81.º aniversário do clube, hoje assinaladas.

António Silva Campos mostrou-se esperançado que o campeonato irá retomar e ser concluído, esperando que o Rio Ave possa dar sequência "às marcas e conquistas históricas que tinham sido conseguidas até meados de março".

"Ainda teremos tempo e oportunidade para terminar e dar continuidade ao que de maravilhoso já fizemos e conseguimos [esta época]. Estaremos à altura dos desafios", disse o presidente do Rio Ave, que tem a equipa no quinto lugar da I Liga.

O líder do emblema vila-condense deixou, também, um agradecimento a outros atletas do clube, cujas competições não chegaram ao fim, lembrando que temporada estava a ser "memorável e de muitas glórias".

"O facto de não terem terminado os campeonatos de sub-23, formação, feminino e futsal não me retira a certeza e orgulho que todos foram campeões e um exemplo máximo de boas práticas de excelência", vincou Silva Campos.

O presidente do Rio Ave lamentou que este 81.º aniversário do clube não possa ter sido celebrado nos moldes habituais e confessou já ter "saudades da proximidade e do suspense e dos nervos dos jogos".

Nas celebrações deste aniversário, António Silva Campos presidiu, apenas, à cerimónia do içar da bandeira da sede do clube, e, juntamente com o um grupo restrito de elementos da direção, à romagem ao cemitério para homenagear os sócios falecidos.

As restantes celebrações decorreram através da internet, onde todo o plantel, equipa técnica, satff, e direção se juntaram em vídeo chamada para cantar aos parabéns ao clube, e onde vários ex-jogadores e técnicos do clube, como Fábio Coentrão, Evandro, Duarte Sá, Carlos Brito, Henrique Calisto, Daniel Ramos ou Luís Castro, deixaram mensagens de felicitações.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.