Daniel Portela, adjunto de Erwin Sanchéz, afirmou após o triunfo do Boavista sobre o Tondela (1-2) que a vitória da equipa se ficou a dever ao "espírito de grupo".

O técnico criticou a expulsão de Reuben Gabriel e o trabalho do árbitro.

"Alguns cartões foram injustos para a nossa equipa e, mesmo em inferioridade numérica, conseguimos vencer. Não nos pareceu justa a expulsão do Reuben Gabriel: o árbitro nalguns momentos não foi muito feliz. O que interessa é que a equipa conseguiu o resultado pretendido".

Daniel Portela teve ainda uma palavra para os adeptos que se deslocaram a Tondela para apoiar a equipa.

"São poucas as equipas que conseguem trazer a um estádio 600 ou 700 pessoas numa segunda feira. Os nossos jogadores e os adeptos estão de parabéns. Preparámos bem o jogo e mostrámos que estamos vivos. Tenho a certeza de que vamos sair do lugar onde estamos e vamos conseguir os nossos objetivos".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.