Daniel Ramos, treinador do Santa Clara, analisou a derrota frente ao FC Porto com a equipa açoriana a morrer na praia na último minuto.

"Há um misto de satisfação e frustração, mas deixe-me pensar positivo. Estamos tristes mas olhando friamente não posso deixar de dar os parabéns aos jogadores, pois fizeram um grande jogo, tentaram sempre o melhor resultado possível. O que se passou hoje não foi demérito do FC Porto, foi muito mérito do Santa Clara. Nunca nos escondemos, reconhecemos que apelámos mais ao lado defensivo mas isso é natural. Sempre organizados, com grande sentido de entreajuda. Este golo final foi demasiado pesado para quem fez tanto. Mas saímos de cabeça erguida, é duro mas é preferível assim do que chegarmos aqui e defendermos o tempo todo, perdemos 1-0 ou 2-1 e não produzirmos nada. Aconteceu-nos várias coisas no jogo. Temos grandes profissionais", disse.

Equipa esteve sempre confortável

"É uma forma de trabalhar e de estar. Queremos demonstrar que somos uma equipa capaz de discutir qualquer resultado e por isso não podemos chegar ao reduto das principais equipas e encolhermo-nos. A equipa tem de saber o que fazer. É uma forma que quero incutir e felizmente está a resultar."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.