O médio Dário Essugo tornou-se este sábado o jogador mais jovem de sempre a representar a equipa principal do Sporting, com 16 anos e 4 dias, depois de a meio da semana ter assinado o seu primeiro contrato profissional com o clube.

O jovem foi lançado por Rúben Amorim aos 84 minutos no triunfo sobre o V.Guimarães e, depois do apito final, não conseguiu conter a emoção e as lágrimas.

O Sporting fez questão de partilhar o momento nas redes sociais.

Pouco depois, o Sporting partilhou também uma foto onde, ainda criança, Essugo surgia ao lado de João Mário, precisamente o jogador que substituiu esta noite.

De origem angolana e com nacionalidade portuguesa, este centrocampista está nas camadas de formação do Sporting desde 2014/15.

Até hoje o defesa central Santamaria era o estreante mais jovem (com 16 anos, 11 meses e 12 dias).

Nesta ‘tabela de estreias’ constam nomes como Marco Caneira (17 anos e um dia), Joelson Fernandes e Luís Figo, ambos com 17 anos e quatro meses, Paulo Futre e Simão Sabrosa (17 anos e seis meses), Litos, Cristiano Ronaldo e Renato Neto (17 anos e sete meses).

“É uma sensação indescritível. É algo que sempre ambicionei. Sonhei com isto. Poder ter alcançado isso, poder ser o jogador mais sempre a estrear-se pelo Sporting é um motivo de orgulho e tenho de agradecer a toda a gente que contribuiu para que isto fosse possível”, afirmou Dário Essugo em declarações à Sporting TV.

Para o jovem este é “só o começo” e por isso promete “continuar a trabalhar, mais e mais para conseguir alcançar mais objetivos individuais e coletivos.

“É diferente. Isto aqui é outro nível [jogar na equipa principal]. Os meus colegas apoiaram-me dentro de campo e fora de campo. Com isso fiquei ainda mais tranquilo”, disse.

Por sua vez, o treinador Rúben Amorim garante que Dário Essugo é “um miúdo com muito talento” e por trabalhar bem faz parte do projeto do Sporting.

“É uma mensagem para os jovens, não interessa a idade, o Sporting está neste caminho. Aqueles miúdos que tiverem dúvida entre clubes sabem que aqui têm a porta aberta. Isso faz a diferença. Parabéns ao Dário, fez por merecer. Foi chamado ao treino, cumpriu, mostrou muita qualidade nas duas semanas em que trabalhou connosco”, afirmou Rúben Amorim.

Questionado sobre o que disse o que disse a Dário Essugo momentos antes de entrar em campo, Rúben Amorim não escondeu o jogo.

“Disse-lhe: vai sair o João Mário que tem amarelo. Preciso de alguém que ajude o Palhinha. Quando tiveres a bola tens mais liberdade que o Palhinha e foi basicamente o que costumo dizer aos outros jogadores”, revelou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.