O treinador do Olhanense disse hoje que o objectivo na recepção de domingo ao Benfica, em jogo da 28.ª ronda da Liga de futebol, é conquistar um triunfo que permita «selar definitivamente» as contas da manutenção.

«Mais ponto menos ponto, vamos conseguir o nosso objectivo. Claro que queremos aproveitar esta oportunidade para, aliando a motivação intrínseca de jogar contra o Benfica ao facto de o fazermos em nossa casa, carimbar, selar definitivamente as contas da permanência. Se o fizermos no domingo, perante os nossos sócios, com a ajuda deles, para nós terá um sabor especial», disse Daúto Faquirá, na antevisão à partida.

O técnico do Olhanense, que não vence para o campeonato há nove jogos, desejou que a equipa esteja «ao seu melhor nível» e desvalorizou eventuais «poupanças» no conjunto orientado por Jorge Jesus.

«No último jogo, já estivemos ao nível a que habituámos os adeptos – só durante um certo período – e espero que estejamos novamente a esse nível no domingo. Assim seremos capazes de fazer um bom jogo, independentemente do Benfica que se apresentar aqui. O mais importante é o que podemos fazer. O resto só o treinador do Benfica saberá», afirmou.

Daúto Faquirá referiu que o facto de a equipa do Benfica recorrer a jogadores menos utilizados pode ser suplantado «pelo seu desejo e vontade» de dar nas vistas, aproveitando as oportunidades «que lhes são concedidas numa fase de decisões da época».

«Mesmo o Benfica alterando vários jogadores, não muda a sua disposição táctica e os seus comportamentos. Estudámos a sua equipa e não acredito que sejamos surpreendidos nesse aspecto. O que só reforça o que já disse: temos de estar preocupados acima de tudo connosco e melhorar e aperfeiçoar os nossos pontos fortes», frisou.

Depois de uma primeira volta excelente, a equipa algarvia foi descendo na classificação, devido «aos muitos condicionalismos», analisou Faquirá, que pretende deixar uma imagem «mais bonita» no final da época.

«Belisca-nos o facto de não vencermos há nove jogos e que as nossas exibições não são tão conseguidas como já foram. Mais do que a questão da pontuação e da guerra da permanência, queremos dar uma imagem mais de acordo com o que já fizemos. Colocamos esse desafio a nós próprios: acabar o campeonato com uma imagem mais bonita», concluiu o técnico.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.