É uma das “jóias” da coroa benfiquista e, muito provavelmente, o jogador da actualidade mais acarinhado pelos adeptos. Mas, segundo o Record, a saída de David Luiz é quase uma certeza em Janeiro, na reabertura do mercado.

O Manchester City, comandado pelo xeque Mansour Bin Zayed Al Nahyan, poderá avançar com uma oferta a ronda os 30 milhões de euros, 20 milhões abaixo da cláusula do jogador. No entanto, a saída da Liga dos Campeões e aquilo que o brasileiro poderá vir a auferir em Inglaterra, deixam o Benfica com pouco espaço de manobra para mantê-lo no plantel.

O próprio admitiu, recentemente, que está bem na Luz, mas a decisão é do Benfica: “Tenho contrato até 2015, mas se o Benfica achar melhor eu sair já em Janeiro, tudo bem”.

No verão os encarnados recusaram vender David Luiz aos “citizens”, por 35 milhões, mas nesta altura o encaixe financeiro poderá vir a ser importante para a construção de uma nova equipa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.