O FC Porto manteve hoje a liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa do Boavista, por 3-0, em jogo da 10.ª jornada.

O camaronês Vincent Aboubakar (50), o maliano Moussa Marega (80) e o argelino Yacine Brahimi (86) marcaram os golos dos ‘dragões’, que passaram a somar 28 pontos, mais dois do que o Sporting e cinco do que o Benfica, que já tinham vencido nesta ronda.

No final do jogo, o médio português David Simão mostrou-se naturalmente desiludido pelo resultado, e realçou a boa produção da equipa do Bessa na primeira parte.

"Na primeira parte as oportunidades de golo foram do Boavista. Foi injusto chegar ao intervalo com 0-0. Fomos superiores e o FC Porto não incomodou. Na segunda parte sofremos um golo cedo, reagimos com um cabeceamento perto da trave e depois fizeram o 2-0. Esse golo libertou a equipa do FC Porto e tirou-nos forças. Sentenciou a partida", começou por dizer David Simão em declarações à Sport TV.

"Derrota é derrota, mas a confiança mantém-se. Vínhamos com ideia de ganhar. O FC Porto é líder e com mérito. Tem grande equipa. Mostrámos que estamos fortes, mas não ficamos contentes com elogios na derrota. O próximo jogo é para dar a volta", acrescentou David Simão.

O Boavista, que somou a primeira derrota no campeonato desde a entrada do treinador Jorge Simão, à sexta jornada, ocupa o oitavo posto, com 13 pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.