O ataque de Bruno de Bruno de Carvalho ao Benfica ainda não teve reação oficial mas várias figuras ligadas ao clube "encarnado" não deixaram passar em claro as críticas do líder leonino ao clube da Luz.

Gaspar Ramos, José Capristano e Jaime Antunes falaram com o SAPO Desporto sobre a reação do clube da Luz em não responder, a estratégia de ataque do Sporting e a possibilidade de o Benfica poder ser penalizado caso as ofertas aos árbitros sejam considerados irregulares.

Na hora de comentar as fortes críticas de Bruno de Carvalho ao Benfica, os três notáveis do clube da Luz não pouparam nas palavras. De mesquinho a egocêntrico, os entrevistados do SAPO Desporto entendem que o Benfica não deve responder, para já. Os três duvidam que haja alguma sanção ao clube da Luz devido as ofertas aos árbitros, ofertas essas que todos consideram ser de cortesia.

Gaspar Ramos, José Capristano e Jaime Antunes entendem que a estratégia do Sporting visa condicionar a arbitragem no dérbi da próxima jornada mas também do que resta do campeonato.

Gaspar Ramos: "Seria inqualificável o Benfica ser penalizado depois de tantos casos de corrupção"

1- O Benfica faz bem em não responder ao Sporting?

O Benfica faz bem em não responder. A metodologia seguida pelo Benfica é a mais certa. Há aspetos que são tão mesquinhos e que são mais mediáticos e há outros, não sendo tão mediáticos, são importantes e é bom que o Benfica pondere sobre a situação, faça uma análise e depois que tome as decisões que entender por conveniente. Mas para isso é necessário tempo, não deve faze-lo ´em cima do joelho`.

2- Acha que é uma estratégia do Sporting para tentar condicionar a arbitragem e criar um ambiente de tensão no dérbi?

Não sei se será. O grande objetivo foi por em causa o Benfica e a atuação dos seus dirigentes, é esse o grande objetivo do presidente do Sporting que se coloque num plano onde o mundo gira à sua volta, esquecendo de ponderar convenientemente os seus atos.

3- Pensa que o Benfica corre risco de ser penalizado por causa das ofertas aos árbitros?

De forma nenhuma, não faz sentido. Seria uma situação perfeitamente inqualificável caso isso [penalização ao Benfica] viesse a acontecer, depois de termos assistido ao que assistimos sobre corrupção de arbitragem em Portugal, com provas mais que suficientes e ninguém dos corruptores ter sido condenado... Levantar isto só porque poderá haver uma diferença entre aquilo que a FIFA e a UEFA determinam sobre o que é uma oferta simbólica e de cortesia ao árbitro, e isto poder ser considerado um fator de penalização, nem pensar.

José Capristano: "Bruno de Carvalho vive para inflamar tudo"


1 - O Benfica faz bem em não responder ao Sporting?

As declarações de Bruno de Carvalho são de tal maneira depreciativos que a melhor resposta é não dar resposta.

2- Acha que é uma estratégia do Sporting para tentar condicionar a arbitragem e criar um ambiente de tensão no dérbi?

Sem dúvida. Quem anda nisto há muitos anos sabe que o Sporting, prevendo já o Benfica-Sporting, tem exatamente essa estratégia [de condicionar a arbitragem e criar um ambiente de tensão]. E esconder o que se passa no Sporting não é com atoardas e coisas sem nexo, sem nível. O nível baixou muito e a esse nível não acompanho.

Desde que Bruno de Carvalho entrou no Sporting que não faz outra coisa senão atacar. Atacou a Federação, os antigos presidentes do Sporting onde deve achar que antes dele não existia Sporting e que depois dele o clube vai acabar. Atacou a Liga, os árbitros, o Benfica, o FC Porto, o Manuel Fernandes que é uma figura emblemática do Sporting ao chama-lo o pior empregado que o clube já tinha tido mas agora é lá funcionário, atacou o próprio Jorge Jesus quando este estava no Benfica. Ataca a torto e a direito, não tem outra forma. Ele sabe que há pessoas pacíficas que vivem para pacificar o mundo e há outras que vivem para inflamar tudo. E ele é um deles. O que lamento, no mundo de hoje, com tantos problemas, haver tanta gente que inflama este mundo do desporto que devia ser bonito. Acho bem que o Benfica não responda.

3- Pensa que o Benfica corre risco de ser penalizado por causa das ofertas aos árbitros?

Acho absurdo porque está a admitir que há árbitros que se compram por uma refeição. Acho isso tão baixo, tão baixo, tão baixo... O que o Benfica oferece é por cortesia e só depois dos jogos, nunca antes. É mais um ato cobarde e toda a gente que anda no desporto sabe o que é a cortesia mas isso é algo que não deve existir no dicionário dele. Cortesia é tratar bem quem nos visitam, sejam eles árbitros, delegados aos jogos, dirigentes, clubes adversários. Gostamos de receber bem, receber à Benfica.

Jaime Antunes: "Presidente do Sporting não é nenhum tribunal"

1- O Benfica faz bem em não responder ao Sporting?

As questões que o Sporting levantou não merecem resposta porque não foi apresentado nenhuma questão que seja ilegal, que seja antirregulamentar. O Benfica não deve contribuir para a popularidade do presidente do Sporting.

2- Acha que é uma estratégia do Sporting para tentar condicionar a arbitragem e criar um ambiente de tensão no dérbi?

Acho. E não é só para o dérbi mas para todo o campeonato. O Sporting, desde o início desta época, que não faz outra coisa senão queixar-se da arbitragem, quer seja a portuguesa, quer seja a estrangeira.

3- Pensa que o Benfica corre risco de ser penalizado por causa das ofertas aos árbitros?

O presidente do Sporting não é nenhum tribunal, não é nenhuma autoridade. O que ele diz, vale o que vale. Até ao momento ainda não apareceu ninguém a dizer que o que o Benfica oferece aos árbitros esteja fora dos regulamentos ou ultrapassa aquilo que a UEFA ou a Federação definiram.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.