“Acredito que o Sporting de Braga pode intrometer-se na bipolarização do futebol português, formada por Benfica e FC Porto - o Sporting vem um pouco atrás -, e uma das minhas motivações para me recandidatar foi esse desejo de ganhar títulos”, afirmou o dirigente.

Outra das metas de António Salvador para os próximos três anos é uma maior aposta na formação e, nesse sentido, quer concretizar um velho sonho: uma academia para o departamento juvenil do futebol bracarense.

“Um dos grandes objectivos do Sporting de Braga passa por uma academia porque cada vez mais temos de apostar na formação, nos jogadores da casa, e neste momento temos dificuldades porque não temos instalações para albergar toda essa estrutura”, observou.

Desde 24 de Fevereiro de 2003, data que marca o início da sua presidência, já trabalhou com nove treinadores: Fernando Castro Santos, Jesualdo Ferreira (o mais duradouro), Carlos Carvalhal, Rogério Gonçalves, Jorge Costa, António Caldas, Manuel Machado, Jorge Jesus e Domingos Paciência. 

António Salvador não tem dúvidas em eleger o actual como “o melhor treinador” com quem trabalhou e com quem quer renovar o contrato que termina no final desta temporada.

“Agora temos de recuperar no campeonato e tentar passar à próxima fase da Liga dos Campeões, depois discutiremos a sua continuidade e acho que o Domingos também não deve querer ir embora, porque já está num grande clube e sabe que pode ganhar muita coisa aqui”, atirou.

António Salvador lembrou que quando chegou encontrou um clube “completamente falido e prestes a descer de divisão” e que, perante isso, “a prioridade foi acabar com os problemas financeiros e depois crescer desportivamente”.

“O que me motiva para o novo mandato é a massa associativa do Sporting de Braga, a paixão que tem mostrado nos últimos tempos e acima de tudo acreditar que o clube tem muito para crescer. Quando disse que queria entrar na Liga dos Campeões, falaram em utopia e estamos lá”, exemplificou.

Na assembleia eleitoral do clube, a ter lugar no auditório do Estádio Municipal de Braga, às 21 horas de sexta-feira, tomarão posse também os novos presidentes da mesa da Assembleia-Geral (José Mendes, vice-reitor da Universidade do Minho), do Conselho Fiscal (Gaspar Vieira de Castro) e do Conselho Geral (Mesquita Machado, presidente da Câmara de Braga).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.