“O futebol está sempre a evoluir, o Manuel de Oliveira nos anos que era meu treinador já era um criador da táctica, ensinou-me muito e algum do conhecimento que tenho hoje devo-o a ele”, disse Jorge Jesus durante o lançamento do livro, que decorreu no estádio Alfredo da Silva, no Barreiro.

Jorge Jesus lembrou que Manuel Oliveira foi dos primeiros treinadores do Mundo a implementar o sistema 3-4-3.

“Recordo que há 30 anos, o Manuel Oliveira foi, se calhar, o primeiro treinador do mundo a implementar o 3-4-3, com três centrais, tinha eu 19 anos. Lembro-me que esse sistema foi usado num jogo na Luz onde empatámos 2-2”, afirmou.

“Ainda hoje algumas equipas o utilizam, principalmente contra o Benfica”, acrescentou.

O técnico do Benfica referiu também que Manuel Oliveira o ensinou a ter “paixão” pelo jogo.

“As equipas ganham jogos pelo trabalho que fazem durante a semana é o que se costuma dizer e em 80/90 por cento das vezes é verdade, mas aprendi com ele que no banco também se ganham jogos”, disse.

Jorge Jesus lembrou um jogo em que era treinado por Manuel de Oliveira quando jogava no Olhanense, que vencia por 3-0 o Atlético ao intervalo e acabou por perder 3-5.

“Ele trazia-me, a mim e outros jogadores, todos de Lisboa, e nesse dia parou o carro várias vezes pelo caminho, mandava-nos sair e perguntava como é que isto tinha acontecido a vencer por 3-0”, contou.

Jorge Jesus está perto de conseguir a centésima vitória da sua carreira como treinador em jogos do Campeonato, o que pode acontecer já no próximo jogo, caso vença o Paços de Ferreira.

“Trabalhamos sempre com o objectivo da vitória e este próximo jogo enquadra-se nessa ideia”, afirmou.

O livro “Memórias de um Treinador de Futebol”, de Manuel Oliveira, foi hoje lançado numa cerimónia onde marcaram presença, entre outros, José Pereira, do Sindicato de Treinadores, Regina Janeiro, vereadora da Câmara do Barreiro, Faustino Mestre, presidente do fabril e o jornalista Fernando Correia, autor do prefácio da obra.

“Fiz 630 jogos na primeira divisão, treinei 14 clubes na 1ª Divisão, 10 clubes na II e III Divisão e ainda a selecção da Guiné e os Lusitanos de França. Este livro não tem nada de especial, descreve com simplicidade e de forma reduzida a minha passagem pelo futebol, que começou aos 16 anos e que termina no caixão”, afirmou o autor.

Manuel Oliveira, que vai lançar um outro livro sobre a técnica e táctica do futebol em 2010, referiu que o livro descreve um pouco do homem, jogador, treinador e comentador.

“Considero que a minha carreira foi positiva, mas o meu trabalho não foi reconhecido. Sempre pensei chegar mais longe, como a selecção nacional, mas os donos da bola não me deixaram”, salientou.

José Pereira considerou que ao lado de Manuel de Oliveira e Jorge Jesus estava perante “os dois mestres da táctica do futebol em Portugal”, e lembrou o percurso e o trabalho efectuado por Manuel Oliveira ao serviço do futebol

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.