O DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) do Porto vai investigar a queixa contra Pinto da Costa por alegado jantar com o árbitro do FC Porto-Villarreal, da primeira “mão” das meias-finais da Liga Europa em futebol.

Fonte oficial da Procuradoria-Geral da República (PGR) referiu em resposta a pergunta formulada pela Agência Lusa que «foi aberto o competente inquérito» pelo DIAP do Porto.

A denúncia contra o presidente do FC Porto deu entrada na PGR, sendo remetida para o DIAP do Porto, para que fosse analisada antes do arquivamento ou da abertura do inquérito.

A mesma fonte da PGR não referiu a identidade do autor da acção contra Pinto da Costa e a fundamentação da queixa, bem como se existem outros indiciados na denúncia.

O alegado jantar entre Pinto da Costa, Reinaldo Teles, administrador da SAD do clube, e o ex-árbitro António Garrido com o holandês Bjorn Kuipers, designado para arbitrar o FC Porto-Villarreal, de 28 de Abril, constou de notícia publicada pelo jornal espanhol Marca, a 04 de Maio.

O diário desportivo chamou o tema à capa, sustentando que o alegado jantar ocorreu num restaurante em Matosinhos, após o jogo no Estádio do Dragão, que o FC Porto venceu por 5-1.

Em comunicado, o FC Porto desmentiu «em absoluto que alguns dos seus dirigentes ou funcionários tenham jantado com o árbitro Bjorn Kuipers, após o jogo com o Villarreal».

«Como acontece nestas circunstâncias, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) nomeou o senhor António Garrido para acompanhar a equipa de arbitragem, tendo mesmo levado os árbitros a jantar após o jogo», esclareceu o FC Porto, anunciando a intenção de processar o jornal e o autor da notícia.

Também a FPF confirmou à Agência Lusa as razões da presença de António Garrido no alegado jantar com o árbitro Bjorn Kuipers.

Nos regulamentos da UEFA, o acompanhamento dos clubes aos árbitros antes ou depois dos jogos é proibido e apenas permitido a representantes das federações e/ou elementos de comissões de arbitragem.

O FC Porto, que afastou o Villarreal depois de perder por 3-2 no jogo da segunda “mão” (7-4 favorável aos portistas no conjunto dos dois jogos), garantiu a presença na final da Liga Europa, em Dublin, onde conquistou o troféu, ao vencer o conterrâneo Sporting de Braga por 1-0.

Um golo do avançado colombiano Falcão, aos 44 minutos, permitiu ao FC Porto arrecadar o troféu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.