Num comunicado de quatro pontos divulgado pelo site oficial do clube, a Direcção, que se reuniu na segunda-feira, reiterou "que Zé Nando, até agora treinador adjunto, irá assumir, durante os próximos jogos, os destinos da equipa profissional de futebol", deixando para mais tarde "o anúncio da recomposição da equipa técnica (...), sendo que o perfil da mesma deverá adequar-se ao superior interesse da AAC/OAF".

Condenou ainda as "cenas lamentáveis" que envolveram sócios e simpatizantes do clube ocorridas durante o jogo de sexta-feira entre Académica e Marítimo, da 7ª jornada da Liga portuguesa de futebol, "nomeadamente no que diz respeito a cânticos nada condizentes com a tradição e prestígio da instituição".

"A Direcção da AAC/OAF repudia, assim, frontalmente toda e qualquer manifestação de falta de civismo ou com conteúdo injurioso onde quer e contra quem ocorram. Apelamos, por isso, a que situações como esta não voltem a verificar-se no nosso Estádio", acrescenta o comunicado.

Por fim, a Direcção "denuncia a falta de isenção e de profissionalismo de alguns órgãos de comunicação social, que insistem, nos últimos dias, em trazer para a praça pública notícias falsas sobre a Académica", negando que o presidente tenha deixado o estádio sob escolta policial, após o jogo com o Marítimo, perante a ira dos adeptos.

A formação dos estudantes está no último lugar do campeonato, com apenas três pontos, fruto de três empates e sete derrotas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.