Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, foi suspenso por 44 dias pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, por declarações ao Dragões Diário, em 25 e 27 de fevereiro passado.

O diretor de comunicação portista também terá de pagar uma multa de 2.869 euros e a SAD do clube não se escapa igualmente à multa, que ascende a 7.650 euros.

Em causa estão, de acordo com o comunicado, declarações proferidas na 'newsletter' Dragões Diário de 25 e 27 de fevereiro, e relativas a arbitragem de jogos que envolveram Benfica e FC Porto.

Sobre o Benfica-Desportivo de Chaves foi escrito, nomeadamente, que "ontem, na Luz, o Ferrari vermelho fez ‘pendant’ com o Benfica, o que nem aos mais distraídos surpreende – estava lá mesmo para isso, para fazer ‘pendant'".

Em 27 de fevereiro, o motivo das declarações é o Boavista-FC Porto e a arbritagem de Fábio Veríssimo: "Só quem não quiser ver é que pode fingir que estas arbitragens não acontecem devido à coação grave e reiterada que é diariamente exercida direta e indiretamente pelo Benfica."

O CD da Federação considera que as declarações violaram o artigo 136 do Regulamento Disciplinar sobre "lesão da honra e reputação e denúncia caluniosa".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.