O União da Madeira chega ao encontro com o Sporting num 16º lugar que não tranquiliza a equipa madeirense, que está pouco acima da linha de água. Em conversa com o SAPO Desporto, o diretor desportivo do clube madeirense admite que a equipa tem a sua quota parte de "responsabilidade" pela situação pouco favorável, mas defende que as arbitragens têm influenciado os resultados.

"Estamos preocupados com as coisas que têm acontecido em termos de arbitragens", explica Edgar Rodrigues, garantindo porém que não imagina que os erros em questão sejam "premeditados".

"Os erros acontecem, é verdade, toda a gente erra, mas têm acontecido muitos erros". Edgar Rodrigues refere-se em particular aos encontros com FC Porto (derrota por 3-2), Moreirense (derrota por 1-0) e Belenenses (empate a zero). Também o último duelo com o Paços de Ferreira (derrota por 4-3) merece críticas à equipa de arbitragem, devido aos "três golos invalidados".

"São erros que vão acontecendo e que não têm tanto mediatismo porque não aparecem na televisão", lamenta. "Não achamos que estamos a ser perseguidos por ninguém, mas têm acontecido bastantes vezes contra nós. Não é a questao do árbitro principal mas são auxiliares que têm errado algumas vezes contra nós. Isto mexe com muitas coisas, com a vida das pessoas, dos jogadores, e cria alguma desconfiança nos jogadores, equipa técnica...".

O dirigente reforça que não acredita em erros propositados contra a sua equipa, mas explica que "quando existem demasiados erros têm de ser reportados nas instâncias próprias".

"Ninguém anda a manipular nada. Existem imagens, trabalhadas por profissionais da área, que permitem perceber que há erros que temos de reportar", explica Edgar Rodrigues.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.