Jorge Jesus é um dos principais alvos de uma investigação da Polícia Judiciária que diz respeito à transferência do guarda-redes Júlio César do Belenenses para o Benfica.

A notícia é avançada pelo jornal Diário de Notícias que adianta que o treinador das águias é suspeito de fraude fiscal. Alegadamente, escreve o matutino, Jesus terá recebido comissões no negócio do jogador brasileiro e não declarou tais valores ao fisco.

Ontem, uma fonte próxima do treinador do Benfica admitiu ao DN que Jorge Jesus sabe que o seu nome está associado no referido negócio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.