O FC Porto terminou a primeira volta da Liga 2015/2016 com uma goleada ao Boavista no Bessa. Os "dragões" conseguiram o melhor resultado da época, naquele que foi o primeiro jogo sem Lopetegui no banco.

A formação azul-e-branca entrou numa nova era, já sem Julen Lopetegui, treinador que foi afastado na sequência do empate a uma bola com o Rio Ave na 16ª jornada, depois de muita contestação por parte dos adeptos.

Feitas as contas, os "dragões" têm os mesmos pontos da época passada ao final da primeira volta. A diferença está no número de golos marcados e sofridos.

Com Lopetegui (e Rui Barros neste último jogo), o FC Porto de 2015/2016 marcou menos golos (36 contra 42) e sofreu mais (10 contra nove). Apesar destes números, Lopetegui acabou por ser despedido, depois de uma entrada em falso em 2016. A turma azul-e-branca tinha chegado a liderança no final de dezembro de 2015 mas perdeu-a logo de seguida em Alvalade frente ao Sporting, ao ser derrotado por 2-0. Antes tinha sido batido em casa pelo Marítimo por 3-1, em jogo da Taça da Liga. O empate com o Rio Ave em casa foi a "gota de água" que fez Pinto da Costa prescindir de Lopetegui, um técnico que vinha a ser muito contestado pelos adeptos devido aos últimos maus resultados.

É fora de casa que os portistas têm sentido mais dificuldades para vencer. Em Alvalade sofreram a primeira derrota na prova, a primeira nos últimos 31 jogos. Mas antes, a turma de Lopetegui tinha deixado pontos na Madeira onde voltou a não conseguir bater o Marítimo. Empatou ainda em Moreira de Cônegos, num jogo em que sofreu o golo do empate já nos desconto frente ao Moreirense.

No Dragão a equipa não tem sido tão eficaz como na época passada. Os azuis-e-brancos empataram com o SC Braga e com o Rio Ave, tendo vencido nove jogos no seu reduto. Os 18 golos marcados e três sofridos é o saldo da equipa em casa esta época na I Liga.

Ou seja, é a derrota em Alvalade que separa a performance do FC Porto em casa e fora de portas. Os 36 golos marcados dividem-se em partes iguais pelos jogos no seu reduto e fora. Já no que aos tentos sofridos diz respeito, é longe do Dragão que a defensiva portista tem dado mais sinais de fragilidade, como mostram os sete golos sofridos (dois em Alvalade, dois em Moreira de Cônegos, um na Madeira, Arouca e na Choupana).

Comparando com os rivais neste final da primeira volta, o Sporting lidera com mais quatro pontos que FC Porto e Benfica, sendo que tem mais oito pontos em relação a 2014/2015. O Benfica está no segundo lugar, com os pontos dos "dragões" e menos seis que na época passada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.