Cerca de duas centenas de pessoas estiveram hoje junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, para prestar uma última homenagem a Eusébio da Silva Ferreira, cujos restos mortais serão trasladados para o Panteão Nacional.

O cortejo fúnebre teve início às 15h15, com a saída da urna do antigo internacional português do cemitério do Lumiar em direção ao Seminário da Luz, onde decorreu uma missa privada, tendo daí seguido para o Estádio da Luz, onde vários adeptos aguardavam.

Eram 16h45 quando o carro funerário parou junto a uma das portas que dão acesso ao estádio, onde já estavam presentes os membros da direção do Benfica, entre os quais o presidente Luís Filipe Vieira.

A paragem durou quatro minutos, durante os quais se ouviu e entoou o hino do clube, mas também muitas saudações por parte dos presentes, que quiseram prestar uma última homenagem ao ‘pantera negra’.

Ao longo do percurso alguns populares iam aplaudindo a passagem do cortejo, que passou também pelo parque Eduardo VII, onde o caixão passou do carro funerário para uma charrete, dirigindo-se posteriormente para a sede da Federação Portuguesa de Futebol e para a Assembleia da República.

O Panteão Nacional recebe hoje os restos mortais de Eusébio, antigo futebolista do Benfica e da seleção e símbolo do desporto português, que morreu a 05 de janeiro de 2014, de insuficiência cardíaca, com 71 anos.

Pouco mais de um ano após a sua morte os deputados de todos os grupos parlamentares aprovaram por unanimidade, a 20 de fevereiro, o projeto de resolução a conceder honras de Panteão Nacional aos restos mortais de Eusébio, o primeiro desportista a merecê-las.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.