O ano de 2019 foi de altos e baixos para o Sporting no que ao futebol diz respeito. Se nas Taças as coisas correram bem, com os 'leões' a vencerem a Taça da Liga e a Taça de Portugal, na I Liga portuguesa os resultados estiveram longe de ser os desejados. Em janeiro o Sporting parecia já bem longe da luta pelo título da época 2018/19 e em Dezembro parece também distante de poder discutir o ceptro de 2019/20.

Taças animam 'leões', mestres nos desempates por penalties

A conquista da Taça da Liga pelo segundo ano consecutivo, logo a abrir 2019, abria boas perspectivas para o ano 'verde-e-branco'. Um Sporting então ainda orientado pelo holandês Marcel Keiser voltou a fazer a festa em Braga, num cenário bem idêntico ao que se tinha vivido na edição transata.

A festa do Sporting e a desilusão do FC Porto em imagens
A festa do Sporting e a desilusão do FC Porto em imagens
Ver artigo

Uma vez mais, o Sporting não venceu qualquer jogo no tempo regulamentar na 'final four', mas superiorizou-se sempre nos penalties e voltou a erguer o troféu. Primeiro derrotando o anfitrião Sporting de Braga, nas meias-finais, e depois levando a melhor sobre o FC Porto na final, para erguer pela segunda vez na sua história a Taça da Liga. Uma Taça da Liga que vai procurar defender no arranque do próximo ano, depois de lograr um épico apuramento - que já poucos esperavam - para a 'final four' da presente edição da prova.

Os 'leões' também ergueram a Taça de Portugal. E, como não podia deixar de ser, com mais um triunfo nos penalties, uma vez mais batendo o FC Porto. Pelo meio, nas meias-finais, o Sporting realizou talvez a sua melhor exibição de 2019, com o triunfo por 1-0 sobre o Benfica no jogo da segunda mão. Derrotados no Estádio da Luz por 2-1 na primeira mão, os 'verdes-e-brancos' partiram para cima do rival no segundo jogo, em busca do triunfo de que necessitavam para passarem á final e o golo - um grande golo - de Bruno Fernandes acabou por surgir já na segunda parte.

Uma Taça de Portugal cuja conquista o Sporting não poderá repetir em 2020, eliminado da presente edição da prova pelo Alverca, naquele que terá sido o principal desaire de Silas desde a chegada ao comando técnico do clube.

Prestação na I Liga aquém do esperado

O Sporting começou o ano de 2019 na I Liga a cair do segundo para o quarto lugar com uma derrota por 2-1 em Tondela. Um resultado que o deixou a oito pontos da liderança e que terá constituído, desde logo, o adeus à luta pelo título, que continua a fugir há 17 anos.

Bruno Fernandes é o médio mais goleador de sempre na Europa
Bruno Fernandes é o médio mais goleador de sempre na Europa
Ver artigo

Os 'leões' viriam a acabar em terceiro, mas a uns distantes 13 pontos do Benfica, que se sagrou campeão, e a 11 pontos do Porto. E, para o campeonato, não conseguiram em 2019 qualquer vitória sobre os principais rivais: um empate caseiro e uma derrota fora de portas com o Porto, uma derrota em Alvalade frente ao Benfica.

Resultados que não ajudaram a acalmar a instabilidade há muito vivida no clube. Keizer ficou 'na corda bamba' apesar das vitórias na Taça da Liga e Taça de Portugal, uma copiosa derrota (5-0) ante o Benfica na Super Taça não ajudou e o holandês partiu. Leonel Pontes orientou a equipa sem grande sucesso durante alguns jogos, Silas assumiu o lugar, mas o Sporting fecha o ano a 13 pontos do líder Benfica na I Liga. O tão desejado título de campeão parece, uma vez mais, uma miragem.

O percurso europeu

Nas competições europeias o Sporting viu-se, em Fevereiro, afastado da Liga Europa 2018/19 nos 16 avos-de-final pelos espanhóis do Villarreal. Uma derrota na primeira mão, em casa, por 1-0, não deixava boas perspetivas, mas na segunda mão a formação leonina até esteve perto de dar a volta aos acontecimentos. Bruno Fernandes igualou a eliminatória, o adversário reagiu e restabeleceu a igualdade na partida, já com os 'leões' reduzidos a dez. Bem perto do fim do encontro, Bas Dost ficou a centímetros de garantir o apuramento.

O regresso deu-se em Setembro, uma vez mais na Liga Europa, com o Sporting a ultrapassar a fase de grupos fruto de quatro vitórias e duas derrotas, a segunda das quais custou o primeiro lugar no grupo. À espera, nos 16 avos-de-final, estarão desta feita os turcos do Basaksehir.

A figura

Nome incontornável do futebol do Sporting neste momento, Bruno Fernandes marcou nada mais, nada menos do que 41 golos em 2019. O internacional português esteve imparável, quebrando o recorde de golos de um médio numa só temporada na Europa, e ainda fez um total de 22 assistências ao longo do ano.

O internacional português esteve perto de sair no mercado de Verão, com o interesse de vários clubes, sobretudo ingleses, mas as propostas não convenceram e acabou por permanecer. Os sportinguistas agradeceram. É que só desde o arranque da temporada 2019/20, em 22 jogos Bruno Fernandes já marcou 13 golos e fez 13 assistências no conjunto de todas as competições.

Números do Sporting em 2019

JOGOS:  54
VITÓRIAS: 30
EMPATES: 10
DERROTAS: 14
GOLOS MARCADOS: 93
GOLOS SOFRIDOS: 59

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.