Braulio Vázquez, antigo dirigente de Raúl de Tomás, avançado do Benfica, no Valladolid, concedeu uma entrevista ao jornal O Jogo onde falou sobre o jejum de golos do espanhol ao serviço dos encarnados.

O atual diretor desportivo do Osasuna confessa-se surpreso pela falta de efectividade goleadora de RDT, mas considera que o golo marcado ao Zenit, para a Liga dos Campeões, poderá alterar essa situação.

"Marcou ao Zenit, na Liga dos Campeões, mas é estranho ver o Raúl apenas com um golo marcado até esta altura. Acredito que a partir de agora vão surgir muitos mais", sublinha Braulio Vázquez, em declarações ao jornal O Jogo.
"Com este golo [frente ao Zenit] tira um peso das costas. Conseguiu finalmente marcar e, apesar da derrota do Benfica, fê-lo na Liga dos Campeões, o que motiva ainda mais. em feito sempre golos. Marcou 14 na liga espanhola e o normal é que agora, no campeonato português e numa equipa como o Benfica, possa fazer ainda mais", continuou.

"Se os adeptos ou o Benfica não o quiserem, então que o deixem regressar a Espanha. Por um bom preço o Osasuna até o compra", brincou o dirigente do Osasuna.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.