Éder Militão é reforço do Real Madrid. Os merengues oficializaram o negócio esta manhã, depois de baterem a cláusula de rescisão que figurava no contrato do jogador brasileiro. O FC Porto recebe 50 milhões de euros pelo jovem central brasileiro que chegou esta época ao Dragão.

O negócio já foi também confirmado pelo FC Porto, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), e também nas redes sociais.

"A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD, nos termos do artigo 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, vem informar o mercado que chegou a um acordo com o Real Madrid para a cedência, a título definitivo, dos direitos de inscrição desportiva do jogador profissional de futebol Eder Militão pelo valor da cláusula de rescisão de 50.000.000 € (cinquenta milhões de euros), com efeitos no final da época."

Éder Militão assinou por seis temporadas com o Real Madrid, pelo que fica vinculado aos 'merengues' até junho de 2025.

Real Madrid antecipa-se à concorrência

Os 'merengues' não quiseram esperar mais até porque, depois de junho, a cláusula de rescisão iria aumentar em 50 por cento, ou seja, depois de junho, a cláusula aumentaria para 75 milhões de euros.  Diz o jornal espanhol 'Marca' que a direção liderada por Florentino Pérez não quis esperar mais e avançou para a contratação de um dos defesas mais promissores do futebol mundial, um jogador que também era seguido por outros 'tubarões' da Europa.

Os dois emblemas já tinham chegado a acordo há imenso tempo mas havia um entrave no negócio: o FC Porto recusava pagar os direitos de formação do jogador ao São Paulo, algo que os 'merengues' terão assumido para poder contratar o jogador de 21 anos. Ao todo, o Real Madrid irá gastar 52,5 milhões de euros, sendo que os 2,5 milhões a mais dizem respeito aos cinco por cento do mecanismo de solidariedade a que o São Paulo tem direito, pela formação do jogador.

Grande negócio para o FC Porto

Este é um grande negócio para o FC Porto, que assim vende por 50 milhões de euros um jogador que custou oito milhões. Um negócio que terá grande impacto nas contas do clube para esta época.

O jogador brasileiro chegou esta época ao FC Porto, proveniente do São Paulo por uma verba a rondar os oito milhões de euros (passe mais prémios de jogo, mais intermediação). O contrato do jovem central com o emblema paulista terminava em dezembro de 2018 mas o jogador já tinha avisado que não iria renovar. Os 'dragões' aproveitaram, anteciparam-se à concorrência e garantiram um dos mais promissores defesas da atualidade.

Mas foi no FC Porto que o defesa deu nas vistas, principalmente na Liga dos Campeões. Militão agarrou a titularidade para apenas a perder devido a um castigo que lhe foi imposto por Sérgio Conceição, por ter quebrado o regulamento interno do clube (esteve na festa de aniversário de Luizão, jogador do FC Porto B, para lá da hora permitida).

Ao todo, o jovem central de 21 anos já leva 34 jogos esta época (sete na Champions, 20 na Liga, quatro na Taça de Portugal e três na Taça da Liga), tendo marcado três golos. Recentemente tem atuado na lateral direita, depois da entrada de Pepe no onze do FC Porto.

Militão é o primeiro reforço do Real Madrid para 2019/2010. Zidane conta assim o seu primeiro reforço mas terá de mexer no plantel. A chegada do jogador do FC Porto deverá implicar a saída de Jesús Vallejo. O jovem espanhol deverá ser emprestado (já esteve ao Eintracht de Frankfurt) ou então vendido, com o Real Madrid a ficar com opção de recompra.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.