Que FC Porto podemos ter no Clássico? O habitual 4-4-2, com dois médios na zona central e Brahimi e Corona no apoio aos dois avançados ou a equipa que goleou o Mónaco na terça-feira passada na Champions? Eduardo Luís aposta na segunda versão. Em entrevista ao SAPO Desporto, o antigo defesa azul-e-branco dá um ligeiro favoritismo ao FC Porto, mesmo sabendo que a equipa vai jogar num estádio onde não ganha desde 2008 para a Liga.

"[O FC Porto] poderá manter o esquema que apresentou no Mónaco. Alguns comentadores acharam que foi o Mónaco que não jogou como costuma jogar, mas normalmente uma equipa joga o que a outra deixa, o FC Porto é que foi muito mais forte, não deixou o Mónaco jogar. Penso que para este clássico o FC Porto deve manter os mesmos jogadores, tirando uma ou outra peça. O meio-campo é para manter, o Sérgio Oliveira jogou muito bem no Mónaco, penso que poderá manter-se no onze, para este ter mais confiança e também porque fez um bom jogo na quarta-feira", observou.

Para Eduardo, "será mais o Sporting a preocupar-se com o FC Porto que o contrário" tendo em conta o momento das duas equipas. " Acredito que o FC Porto vai vencer porque é a equipa que está melhor, a dinâmica que o Sérgio Conceição tem imprimido nesta equipa tem sido de realçar e tem dado os seus frutos", reforçou.

Eduardo Luís pede atenção ao "miúdo Bruno Fernandes," mas vê FC Porto a vencer o Clássico
Eduardo Luís pede atenção ao "miúdo Bruno Fernandes," mas vê FC Porto a vencer o Clássico
Ver artigo

A equipa azul-e-branca tem merecido rasgados elogios esta época, pela forma como aborda os jogos, mas também pela atitude incutida por Sérgio Conceição nos jogadores. O ´tribunal do Dragão` fala de um FC Porto à Porto, com pressão, dinâmica, entrega, interajuda, espetáculo e golos. Algo que contrasta com os últimos quatro anos em que o título de campeão ficou no rival Benfica. Acabou-se o jogar para os lados e para trás, observou Eduardo Luís.

"[Em relação aos últimos anos] há uma diferença grande, não em termos de jogador mas de atitude. O FC Porto joga para a frente, pressiona, os jogadores estão moralizados, têm outra atitude, quando perdem a bola tentem recupera-la o mais cedo possível. É a dinâmica que o FC Porto sempre teve nos anos em que foi campeão e ganhou muitos troféus. O FC Porto vem de quatro anos apáticos, amorfos, de jogar para o lado e para trás. Nesta altura a diferença é esta: jogar para a frente, com contacto, com dinamismo, com intensidade, todos dão o máximo e é desta forma que uma equipa como o FC Porto tem de jogar se quiser ganhar títulos. E isto é muito mérito do Sérgio Conceição.

O Sporting-FC Porto, da 8.ª jornada da I Liga, está marcado para às 19h15 de domingo, no Estádio de Alvalade. Os ´dragões` comandam a I Liga com 21 pontos, mais dois que os ´leões`.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.