O novo treinador da União de Leiria, Manuel Cajuda, considerou hoje que um empate domingo frente ao Sporting de Braga, na sétima jornada da Liga de futebol, «é um bom resultado».

Cajuda, que substituiu esta semana Vítor Pontes, sucessor de Pedro Caixinha nos penúltimos classificados, reconhece a dificuldade para a partida que marca o seu regresso à equipa que orientou duas vezes em épocas anteriores.

«O empate é um bom resultado. Há treinadores que têm medo de o dizer, para não dizerem que não são ambiciosos. Eu também vou jogar para ganhar, mas o empate é um bom resultado. Não me preocupo com o que vão dizer sobre isso», disse o veterano treinador.

O realismo de Cajuda para a sua estreia decorre do potencial que o técnico reconhece ao Sporting de Braga.

«Recebemos uma grande equipa e estou satisfeitos por poder começar o meu campeonato com uma grande equipa, à qual estou muito ligado: nos últimos 15 anos, estive oito no Braga», lembrou.

O adversário de domingo é visto como ideal:

«Se perdermos, perdemos com uma grande equipa, se ganharmos, ganhamos a uma grande equipa», afirmou, acreditando que a União de Leiria «está mais forte, pelo menos mentalmente»,

«O Braga perdeu o último jogo e nós estamos à procura de ganhar uma grande equipa», disse.

Contudo, o novo treinador da União de Leiria reconhece as dificuldades que sente a sua equipa.

«Cinco dias não dá para ver tudo, quanto mais para prontificar tudo. Mas tenho a certeza de que está tudo melhor do que estava há cinco dias.»

Manuel Cajuda especificou:

«Não é fácil tomar conta de uma equipa que tem 19 jogadores novos. Não é fácil encontrar uma equipa em que 50 por cento dos jogadores tem peso a mais.

E não é fácil comandar uma equipa que tem cinco derrotas e uma só vitória e que tem mais golos sofridos que todas as outras.»

Apesar do quadro complicado, há confiança:

«Eu sei que o trabalho vai ser muito difícil e também sei que estamos nos últimos lugares. Mas também sei, e isso as pessoas se calhar não sabem, que não vou acabar nestas situações. Vamos ganhar esta guerra.»

A União de Leiria recebe o Sporting de Braga, no Estádio Municipal de Leiria, a partir das 16h00 de domingo e promete alterações.

«Vou modificar o sistema. O Leiria tem mais 75 por cento de golos marcados do que no ano passado nesta altura, mas também tem mais 75 por cento sofridos. Quem sofre mais do que marca não ganha jogos. Nem é a defesa, nem o ataque, é a equipa. Vamos modificar algumas coisas, porque tenho outra maneira de pensar, de agir e outra experiência do que é o futebol», finalizou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.