A empresa portuguesa de agenciamento de jogadores de futebol GIC Career Management pretende doar 1% do valor das transferências que efetuar para instituições de solidariedade social.

A intenção foi revelada esta sexta-feira pelo proprietário da empresa, o agente César Boaventura, num jantar de confraternização de várias figuras do futebol português, realizado em Santo Tirso.

"Estamos na fase final da legalização da instituição GIC Solidária, que irá doar 1% do valor de cada negócio para quem mais precisa. Temos já ajudado muita gente, mas com a formalização deste projeto iremos alargar essa abrangência", apontou o empresário.

Além deste projeto, no jantar convívio hoje realizado, a empresa promoveu ainda um leilão de uma camisola assinada por várias figuras do futebol, cuja receita irá reverter a favor do Projeto Sorri, que apoia crianças com cancro do IPO do Porto.

No evento participaram figuras como João Loureiro e Miguel Leal, presidente e treinador do Boavista, Neno, relações públicas do Vitória de Guimarães, Kenedy, treinador do Leixões, Paulo Futre, ex-jogador, entre outros.

Durante o jantar, a empresa promoveu, ainda, a distribuição de vários prémios carreira, distinguindo dirigentes como Luís Filipe Vieira, do Benfica, António Salvador, do Braga, Júlio Mendes, do Vitória de Guimarães, e João Loureiro, do Boavista.

Foram também distinguidos os treinadores Manuel Cajuda e Neca, o jogador Renato Santos, além de outros dirigentes desportivos, agentes e ex-jogadores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.