Matías Bunge reforçou as críticas deixadas pelo FC Porto à arbitragem no seguimento do empate com o SC Braga, no qual Jesus Corona foi expulso.

Em declarações ao jornal O Jogo, o empresário do internacional mexicano referiu que "há um aborrecimento generalizado" com a forma como o seu jogador tem vindo a ser tratado dentro das quatro linhas.

"Batem nele de todos os lados sem que, muitas vezes, o adversário seja punido. Como disseram, e bem, parece um saco de batatas e, ainda por cima, mostram-lhe amarelos ou, como no jogo de anteontem, expulsam-nos", explicou.

"Os critérios têm de ser os mesmos, independentemente da camisola que se defende. Isso é o mais importante. Neste desporto e em todos. E não está a ser garantido atualmente", rematou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.