"Foi uma decisão tomada pelo Benfica, há que respeitá-la e aguardar por nova oportunidade para o jogador. Não posso opinar muito mais, pois não sou nem dirigente, nem treinador", afirmou Jorge Manuel Mendes à Agência Lusa.

Questionado sobre se a decisão o surpreendeu, o representante do jogador reiterou que "gostaria que ele estivesse inscrito no plantel, que jogasse e que marcasse golos", lamentando a situação do jogador.

O internacional angolano, de 28 anos, no Benfica desde a época 2001/2002, tem mais um ano de contrato com o emblema da Luz, após o qual será um jogador livre.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.