O Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) recolheu as queixas de ex-atletas do clube e accionaram os mecanismos legais de forma a serem ressarcidos dos valores em dívida. Hoje deverá ser conhecido o número de jogadores envolvidos, sendo a acção patrocinada pelo Sindicato.

“O processo segue os trâmites normais. Os jogadores reportaram a sua situação e o Belenenses foi interpelado. À falta de respostas, os jogadores entendem que devem continuar a defesa do seu dinheiro no local próprio, que é o tribunal cível”, explicou Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato ao diário desportivo.

Ao que adianta o jornal A Bola, são jogadores com quem o Belenenses chegou a acordo de pagamento de verbas em atraso para que pudesse inscrever a equipa na Liga.

Sobre este assunto, o presidente do Belenenses, Viana de Carvalho, eleito a 10 de Maio deste ano, disse desconhecer qualquer acção interposta.
“A SAD teve no último exercício um prejuízo brutal. Queremos honrar os compromissos, mas não se consegue de um mês para o outro. Não temos qualquer informação sobre essa possível acção, mas a confirmar-se, esperava outra compreensão dos jogadores em causa. Se forem para tribunal, lamento”, disse.

Depois de uma época de 2008/09 em que foram vários os clubes com salários em atraso, com o mais grave a suceder ao Estrela da Amadora, que durante toda a temporada apenas conseguiu pagar um ordenado aos seus jogadores e acabou por ser relegado para a II Divisão, a Liga decidiu que só se inscreviam os clubes que até à data de 30 de Maio provassem não ter dívidas aos seus atletas.

O Belenenses era um dos visados, mas tudo foi apresentado e, com a descida do clube da Reboleira, o emblema de Lisboa manteve-se na primeira Liga, depois de serem despromovidos desportivamente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.