A Naval já fez saber, através do presidente Aprígio Santos, que está determinada a ir até às últimas consequências para castigar o ponta-de-lança Fábio Júnior por ainda não se ter juntado à equipa para preparar a nova época.

O goleador tem ainda mais três anos de contrato com os figueirenses e na recta final da época passada surgiram vários convites para se transferir para outro clube, propostas essas que nunca se vieram a consumar.

A Naval deverá apresentar uma participação na FIFA.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.