É lisboeta, é de Alcântara mas não se deixou seduzir pelos clubes da capital, defende antes o azul e branco do Porto.

Carlos Ambrósio não esconde o amor que sente ao clube do norte e por isso trá-lo no coração e no corpo através de uma enorme tatuagem que ostenta com orgulho no dia em que o FC Porto se sagrou campeão nacional.

Ao contrário de muitos outros, este é um amor totalmente correspondido. Se por um lado o clube lhe retribui como pode com títulos, por outro lado Carlos retribui, como se faz em qualquer relação, com dedicação e muito sofrimento, sentimento esse traduzido em muitas horas passadas a tatuar o símbolo dos dragões no seu peito.

Mas por este Porto tudo vale a pena, Carlos Ambrósio não tem dúvidas.

«Vale a pena porque o FC Porto já me deu muitas alegrias. É um clube espectacular», sublinhou.

Se hoje a noite é para festejar, amanhã o dia é para tatuar porque a obra ainda não está terminada: «Vou concluir amanhã. São mais três ou quatro horas mas vale a pena».

Há adeptos que sentem literalmente na pele as vitórias e as derrotas do seu clube.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.