O onze base do FC Porto prepara-se para uma revolução histórica, ainda que por razões distintas. De acordo com o jornal Record, para já são sete os titulares em xeque, sendo que um deles, Éder Militão, já foi oficializado como reforço do Real Madrid a partir da próxima temporada.

Para além de Militão, a pressão do mercado também poderá levar Felipe, que estará a caminho do Atlético Madrid, Alex Telles e Marega, que têm suscitado o interesse de vários clubes. Para além disso, o clube 'azul e branco' terá de considerar a possibilidade de Casillas não prosseguir a sua carreira, na sequência do enfarte do miocárdio que o guarda-redes sofreu no passado dia 1 de maio. Herrera e Brahimi, jogadores que estão em final de contrato, deverão continuar o seu percurso noutras paragens.

A confirmar-se, esta será a maior 'limpeza' de sempre de um onze do FC Porto, à semelhança do que aconteceu nas temporadas 1988/89 e 2003/04. Nesse sentido, a SAD portista está a trabalhar para encontrar soluções que possam atenuar uma alteração tão profunda do plantel.

A mesma publicação acrescenta que as mudanças vão afetar igualmente a denominada segunda linha. Maxi Pereira, Hernâni e Adrián López estão em final de contrato, sendo que em nenhum dos casos se perspetiva a renovação dos respetivos vínculos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.