A SAD do FC Porto projeta obter resultados financeiros “francamente positivos em 31 de dezembro”, revelaram hoje os vice-campeões nacionais de futebol, esperando “vir a melhorar substancialmente” os capitais próprios negativos.

Em comunicado submetido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os ‘dragões’ indicaram as suas expectativas para o final do primeiro semestre de 2023/24, após terem invertido dois lucros seguidos com 47,627 milhões de euros (ME) de prejuízo no exercício passado, passando a acumular 175,980 ME negativos de capitais próprios.

A FC Porto SAD antecipa uma evolução nesse valor contabilístico, em função das contas apresentadas no final do ano civil, aliadas “a outras operações que estão em curso”, mas admite que não pode assegurar que os capitais próprios “serão já positivos a essa data”.

O tema tinha sido comentado pelo presidente dos ‘dragões’, Jorge Nuno Pinto da Costa, numa entrevista ao canal televisivo SIC, em 22 de novembro, quando o dirigente fixou a meta de “apresentar lucro e ter capitais próprios positivos” ou perto disso em dezembro.

Seis dias antes, a FC Porto SAD anunciou a assinatura de um acordo válido por 15 anos com a companhia norte-americana Legends para a exploração comercial do Estádio do Dragão, no Porto, sem que nenhuma das partes tivesse divulgado as verbas envolvidas.

“Estando ainda em sede de negociação os contornos específicos da parceria, a mesma será consubstanciada na participação minoritária numa das empresas com os direitos comerciais do Grupo FC Porto e com um investimento inicial, de forma a modernizar o estádio e potenciar as receitas com ele relacionadas”, explicaram os ‘dragões’ à CMVM.

Criada em 2008, a Legends trabalha com provas internacionais de renome, incluindo o Mundial de futebol, e com alguns dos principais clubes mundiais, tais como Real Madrid, FC Barcelona, Manchester City ou Arsenal, comprometendo-se a “procurar parcerias” no mundo inteiro para o FC Porto, além de patrocínios e ‘naming’ para o Estádio do Dragão.

Eis comunicado na íntegra:

"A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD, nos termos do artigo 29º Q do Código dos Valores Mobiliários, vem informar o mercado que prevê obter resultados francamente positivos em 31 de dezembro de 2023 e em consequência disso, aliado a outras operações que estão em curso, vir a melhorar substancialmente os capitais próprios da Sociedade, não podendo, no entanto, assegurar que estes serão já positivos a essa data.

Mais informa que esta sociedade se encontra em negociações com uma reputada empresa internacional, com reconhecida experiência na otimização das receitas comerciais relacionadas com grandes equipamentos desportivos, com vista à assinatura de um contrato de parceria com este objeto. Estando ainda em sede de negociação os contornos específicos da parceria, a mesma será consubstanciada na participação minoritária numa das empresas com os direitos comerciais do Grupo FC Porto e num investimento inicial com vista a modernizar o Estádio do Dragão e assim potenciar as receitas com ele relacionadas."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.