Depois de ver o campeonato da Bélgica ser dado como concluído, o jovem defesa central Diogo Queirós, que esteve emprestado pelo FC Porto ao Mouscron, colocou de lado a possibilidade de entrar de imediato de férias e trabalha já com um plano de treinos delineado pelos 'dragões', com vista a preparar a integração do plantel principal dos 'azuis e brancos' na próxima temporada.

O regresso do jogador e a sua integração na equipa em 2020/21 estava pensado há muito, tratando-se de um jogador cujas características agradam a Sérgio Conceição, e tornar-se-á ainda mais uma certeza perante a recente lesão sofrida por Marcano, que deverá impedir o espanhol de estar disponível no início da próxima época.

Diogo Queirós exibiu-se a um bom nível no Mouscron ao longo da época de 2019/20, até á interrupção (entretanto definitiva) da temporada futebolísitca na Bélgica, totalizando 21 jogos pelo clube e acabando mesmo por ser considerado um dos melhores da Liga belga na sua posição. Com a conclusão prematura da competião, corria o risco de estar cerca de cinco meses inativo, o que o poderia vir a prejudicar no arranque da próxima época, pelo que jogador e FC Porto optaram por continuar a trabalhar de acordo com um plano de treino específico delineado pelos 'dragões'.

Produto dos escalões jovens do FC Porto, onde chegou com 12 anos e fez praticamente toda a sua formação, Diogo Queirós ainda não soma qualquer jogo oficial com a camisola dos 'azuis e brancos', mas fez parte do da equipa de sub-19 que, em 2018/19, conquistou a UEFA Youth League. Tem contrato válido por mais três temporadas e uma cláusula de rescisão fixada nos 30 milhões de euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.