O FC Porto é o primeiro dos 'três grandes' a perder pontos nesta edição da I Liga de futebol. Os Dragões empataram 1-1 na Madeira com o Marítimo, em partida da 3.ª ronda da I Liga. Luis Diaz e Xadas fizeram os golos do jogo, numa primeira parte de bom nível do FC Porto mas que depois caiu e muito no segundo tempo. Nos descontos, os Dragões pediram penálti sobre Francisco Conceição mas João Pinheiro mandou seguir.

Veja as melhores imagens do jogo!

Conceição surpreende no onze, Dragão domina 1.ª parte

Num campo onde o FC Poro tem sentido muitas dificuldades, Sérgio Conceição surpreendeu ao colocar Marcano como lateral esquerdo, relegando Manafá para o banco. Zaidu, o titular nessa posição na última época, nem no banco esteve.

O primeiro tempo foi de sentido único, com o FC Porto a assumir as despesas do jogo e o Marítimo a defender como podia. A equipa da casa contava com a ajuda do relvado - em mau estado - para travar as investidas dos Dragões. Julio Velázquez montou um 3-4-3, que a defender era um 5-4-1, com muita gente na zona central, muita agressividade para não deixar o FC Porto respirar.

Foi um jogo de muitos duelos, potenciados também pelo mau estado do relvado, que dificultava as receções e os passes. O árbitro João Pinheiro foi obrigado a intervir nos minutos iniciais, para pedir calma aos jogadores.

Só aos 18 minutos se viu o primeiro lance de golo. Depois de muitas carambolas na área madeirense, Rossi evitou o golo de Taremi, a bola sobrou para Toni Martinez mas, a um metro da baliza, o espanhol atrapalhou-se com a bola e falhou o desvio. O relvado a fazer das suas.

No minuto anterior o mesmo Toni Martinez tinha colocado o guardião Paulo Victor em apuros: demorou a tirar a bola e quando tentou afastar, bateu contra os pés do espanhol. Sofrimento nos Barreiros.

Era o melhor período dos vice-campeões nacionais, com o Marítimo a não conseguir ter bola. Aos 23, Luis Diaz fez uma grande arrancada pela esquerda, entrou na área mas optou pelo remate - às malhas laterais - em vez do passe. O colombiano estava endiabrado e o central Jorge Saenz sofria muito com as suas incursões.

O primeiro golo apareceu aos 35 minutos. Taremi isolou Otávio, este picou por cima do guardião mas a bola foi ter com Luis Diaz que, em esforço já perto do poste, desviou para o fundo das redes. A bola foi afastada por um defensor do Marítimo e ficou à mercê de Taremi que empurrou para dentro. A Liga Portugal deu o golo a Taremi mas é bem visível que quando o central do Marítimo afasta o remate de Luis Diaz a bola estava totalmente dentro da baliza.

O Marítimo, que não tinha feito nada a nível ofensivo no primeiro tempo, tirando uma arrancada de André Vidigal que perdeu ângulo após saída de Diogo Costa, empatou aos 49 minutos, o último dos quatro de compensação. Toni Martinez perdeu a bola, Ivan Rossi centrou para a entrada da área onde apareceu Xadas a rematar de primeira em arco, com o pés esquerdo, fazendo um golaço. Na primeira investida com perigo, o Marítimo marcava.

Dragão apagado no segundo tempo

O segundo tempo trouxe um Marítimo melhor, a sair com mais critério, a tentar a vitória e a condicionar, de forma mais eficaz, o FC Porto. Apesar disso, os primeiros minutos são do FC Porto. Otávio serviu Luis Diaz aos 47 mas o remate do colombiano, na área, bateu nas pernas de Victor Costa. Aos 53 é Luis Diaz a fazer uma jogada semelhante à de Otávio na direita e a meter na área onde Zainadine quase fazia autogolo.

Aos 64 minutos, Cláudio Winck quase não concluia com sucesso um centro/remate de Victor Costa. Aos 69 é André Vidigal a rematar ao poste, num lance de contra-ataque, após passe de Xadas. A defesa do FC Porto a dar muito espaço.

Sérgio Conceição mexeu, lançando Pepê, Evanilson, Francisco Conceição, Fábio Vieira e Corona, que fez os primeiros minutos na nova época. Saíram Taremi, Marcano, João Mário, Luis Diaz e Otávio. Júlio Velazquez também queria mais do jogo, e meteu Clésio, Fábio China e Rúben Macedo para os minutos finais

As mexidas nada trouxeram ao FC Porto, que fez uma segunda parte muito má, tirando os dois primeiros lances nos cinco primeiros minutos.

Nos descontos, Francisco Conceição pediu penálti em lance com Pedro Pelágio mas o árbitro João Pinheiro, após ouvir o VAR, mandou seguir. Antes desse lance, Francisco Conceição tinha estado na melhor jogada do segundo tempo, numa arranca que termina num centro desviado por um contrário ao poste. Reagiu rápido Paulo Victor a agarrar a bola.

Com este empate, o FC Porto  perde os primeiros pontos na época  e deixa Benfica e Sporting na liderança da I Liga. O Marítimo voltou a pontuar, após a vitória frente ao Belenenses SAD.

Veja o resumo do jogo!

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.